Category Archives: bmmaia

Half-Hour Walk

Ideally, it would be easy to make sure we all got the exercise our bodies need every day, but in reality it can be difficult, what with competing demands and obligations at work and at home. If you’re looking for a way to get started making a positive change for your health, this visual lecture explains why the one small change you can make with the most impact is to walk for a half-hour every day.

Dr. Mike Evans, the lecturer, is founder of the Health Design Lab at the Li Ka Shing Knowledge Institute, an Associate Professor of Family Medicine and Public Health at the University of Toronto, and a staff physician at St. Michael’s Hospital. His video speaks for itself, but some of the most important highlights are the fact that even if you’re overweight or obese, the difference between being obese and getting no exercise and being obese and getting even some activity can be significant when it comes to reducing your risk factors for various illnesses. Plus, even some brief regular activity has been shown to reduce your risk for heart disease, diabetes, and hypertension, and has also been shown to alleviate symptoms of depression.

Best of all, starting with some regular activity, even if it’s a half-hour walk every day, can lead to more exercise that can help you progress towards other health and weight loss goals. Sciencebase points out that a half-hour walk is good, but once you’ve reached that goal, you definitely shouldn’t stop there. Ultimately, if you find a way to squeeze in a half-hour of activity when you currently get none, it gets easier from there. How do you make time to exercise? Share your suggestions in the comments below.

Source : lifehacker.com

2012 – Happy New Year

Happy New Year everybody! See you in 2012…more fresh, happy, motivated, fit and strong as ever!

KAI GREENE – I GOT A DREAM

Excellent motivational video compilation, after watching Kai Greene you’ll never consider failure as an option again…keep dreaming and keep believing!

Mr Olympia 2011

…e o grande vencedor é…

…após uma luta renhida…

…após muitas apostas em contrário…

…e após anos de tentativas…

…e contra todos os que apostavam em Jay Cutler

Phil Heath!

 

Dados

Altura : 175 cm
Peso (Competição) : 110 kg
Peso (Off-Season) : 130 kg
Braço: 57 cm
Perna: 81 cm
Gémeo: 52 cm
Pescoço: 47 cm
Cintura: 74 cm
Peito: 140 cm

Diabetes Around the World – Infográfico

A diabetes é uma doença que afecta cada vez mais população no mundo (285 milhões de pessoas, para ser mais exacto). Para os curiosos, aqui fica um infográfico ilustrativo da dispersão da diabetes, com o título Diabetes Around the World.

++ Click to Enlarge Image ++
Diabetes Around the World | Infographic |
Image Source: ActosInjuryLawyers.com

 

Esperança Média de Vida ao longo da História

Um dos principais indicadores da evolução humana é a Esperança Média de Vida, nomeadamente a relação entre a mortalidade e o estilo de vida.

No quadro seguinte temos a Esperança Média de Vida ao longo da História e os principais factores condicionantes da mesma :

Em tempos pré-modernos a expectativa de vida não ultrapassava os 30 anos, principalmente derivado á elevada mortalidade infantil. Os que passavam essa barreira conseguiam facilmente chegar até aos 40 anos, não esquecendo a dieta seguida (100% orgânica) e a carga de exercício físico suportada (em média andavam 60 km por dia, não falando dos exercícios utilizando o peso natural dos elementos – pedras, animais, etc).

A mortalidade infantil decaíu após a Revolução Industrial, chegando ao século XX com uma Esperança Média de Vida próxima dos 50 anos (em países chamados desenvolvidos), até chegar aos actuais 78 anos.

E quais foram os principais factores que alteraram  o rumo?

  • Avanços na Medicina
  • Aumento da Riqueza

Em maior detalhe verifica-se que a esperança de vida está altamente relacionada com o nível de vida da população, assim como o acesso a cuidados médicos primários, justificando-se assim a prevalência de países em que o o rendimento per capita é superior :

Tendo em conta o mundo em que vivemos, temos a considerar :

  • O alastramento da obesidade em países desenvolvidos, com o aumento substancial de risco de mortalidade por doenças cardio-vasculares
  • A inadequação do programa  de exercício físico
  • A inexistência de exercício físico e a progressiva sedentarização
  • Dietas muito pobres em matéria orgânica e muito ricas em hidratos de carbono complexos, a par das gorduras transgênicas e dos alimentos genéticamente modificados

Mais tarde iremos falar de outro tema igualmente pertinente – o aumento da esperança média de vida vs qualidade de vida.

Original – Aqui

 

Exercício Cardiovascular e Perda de Gordura

Uma das questões que mais vezes sou confrontado é precisamente O exercício Cardiovascular é o mais eficiente para  a perda de Gordura?, ao qual a resposta será “Para a perda de gordura…não!

Deixo aqui 3 pistas para justificar a minha afirmação :

1) o exercício cardiovascular aumenta o stress oxidativo (sendo a oxidação o processo de formação dos radicais livres), e consequentemente promove o envelhecimento prematuro

2) o exercício cardiovascular aumenta a fatiga adrenal. Quando praticamos demasiado exercício aeróbio, as gândulas adrenais (que servem para regular uma vasta gama de processos em todo o corpo e têm duas partes distintas: o córtex (camada externa), que segrega as hormonas esteróides, e a medula (parte interna), que segrega adrenalina (epinefrina) e noradrenalina (norepinefrina)) são estimuladas ao ponto da descompensação, rompendo o seu delicado equilíbrio. Quando existe um desiquilíbrio das glândulas adrenais os sintomas são cansaço, medo, alergias, artirite, ansiedade, depressão, insónia, dificuldades na concentração e memória. E também – incapacidade de perder peso.

3) o exercício cardiovascular aumenta excessivamente o nível de cortisol, o qual é hiperglicemiante e aumenta a resistência à acção da insulina – dando origem ao aumento de reservas de gordura corporal particularmente na zona abdominal e visceral.  Os efeitos  hiperglicemiantes, lipolíticos e cetogénicos são notóris  quando a sua secreção está aumentada, por situações de stress marcado e prolongado sendo que nestas situações tem também marcadas acções catabólicas com depauperação da massa muscular. Em resumo o aumento exponencial do cortisol tem os seguintes efeitos (entre outros):

    • Diminuição da performance cognitiva
    • Supressão de funções vitais da tiróide
    • desiquilíbrio do nível de açucar no sangue (essencialmente hiperglicemia)
    • Diminuição da densidade óssea
    • Diminuição do tecido muscular
    • Aumento da pressão sanguínea
    • Diminuição da capacidade imunitária

    Não significa que o exercício cardiovascular não possa ter outros benefícios para a saúde, que os tem e são conhecidos. Trata-se fundamentalmente de uma questão de escolha do exercício correcto, executado na sua forma correcta e com o princípio da adaptação ao perfil individual do atleta.