Exercício Cardiovascular e Perda de Gordura

Uma das questões que mais vezes sou confrontado é precisamente O exercício Cardiovascular é o mais eficiente para  a perda de Gordura?, ao qual a resposta será “Para a perda de gordura…não!

Deixo aqui 3 pistas para justificar a minha afirmação :

1) o exercício cardiovascular aumenta o stress oxidativo (sendo a oxidação o processo de formação dos radicais livres), e consequentemente promove o envelhecimento prematuro

2) o exercício cardiovascular aumenta a fatiga adrenal. Quando praticamos demasiado exercício aeróbio, as gândulas adrenais (que servem para regular uma vasta gama de processos em todo o corpo e têm duas partes distintas: o córtex (camada externa), que segrega as hormonas esteróides, e a medula (parte interna), que segrega adrenalina (epinefrina) e noradrenalina (norepinefrina)) são estimuladas ao ponto da descompensação, rompendo o seu delicado equilíbrio. Quando existe um desiquilíbrio das glândulas adrenais os sintomas são cansaço, medo, alergias, artirite, ansiedade, depressão, insónia, dificuldades na concentração e memória. E também – incapacidade de perder peso.

3) o exercício cardiovascular aumenta excessivamente o nível de cortisol, o qual é hiperglicemiante e aumenta a resistência à acção da insulina – dando origem ao aumento de reservas de gordura corporal particularmente na zona abdominal e visceral.  Os efeitos  hiperglicemiantes, lipolíticos e cetogénicos são notóris  quando a sua secreção está aumentada, por situações de stress marcado e prolongado sendo que nestas situações tem também marcadas acções catabólicas com depauperação da massa muscular. Em resumo o aumento exponencial do cortisol tem os seguintes efeitos (entre outros):

    • Diminuição da performance cognitiva
    • Supressão de funções vitais da tiróide
    • desiquilíbrio do nível de açucar no sangue (essencialmente hiperglicemia)
    • Diminuição da densidade óssea
    • Diminuição do tecido muscular
    • Aumento da pressão sanguínea
    • Diminuição da capacidade imunitária

    Não significa que o exercício cardiovascular não possa ter outros benefícios para a saúde, que os tem e são conhecidos. Trata-se fundamentalmente de uma questão de escolha do exercício correcto, executado na sua forma correcta e com o princípio da adaptação ao perfil individual do atleta.


    Fatal error: Allowed memory size of 67108864 bytes exhausted (tried to allocate 20 bytes) in /home/content/71/6843171/html/fitness/wp-includes/functions.php on line 4404